11 de outubro de 2014


Tenho uma colega na faculdade que fica muito sentida com aquilo que as pessoas lhe dizem ou até mesmo com o que ela pensa que os outros possam pensar (acho que conseguiram perceber), e fica semanas a pensar nisso, afasta-se e desiste. Nem sempre as coisas são bem interpretadas, mas também sabemos que há pessoas que são mazinhas e que só se sentem bem quando tentam inferiorizar aqueles que os rodeiam.
Também já agi como esta minha colega, mas à medida que fui crescendo comecei a encarar o meu tempo como algo muito precioso e é por isso que não gosto de o desperdiçar com pessoas e com coisas que não o merecem realmente.

12 comentários:

  1. E fazes muito bem. Se tiveres uma proximidade da rapariga suficiente para falares desse assunto com ela, faz com que ela entenda o mesmo.

    ResponderEliminar
  2. eu sou um bocadinho das duas... depende dos dias..

    ResponderEliminar
  3. Tenho uma colega assim e confesso que muitas vezes não tenho paciência porque ninguém lhe faz nada e ela do nada fica estranha. Ao fim de algumas vezes acaba-se a paciência para tanta coisa que foi ela que inventou na cabeça dela e que na realidade é o oposto.

    ResponderEliminar
  4. ela tem de ser mais forte e positiva, cheia de auto-estima e esquecer os outros !

    ResponderEliminar
  5. r: Sendo assim, torna-se complicado...

    ResponderEliminar
  6. ensina-lhe isso, cat!

    r: tiiim! obrigada <3

    ResponderEliminar
  7. acho que já fomos todos um bocadinho assim, mas eu também adoptei o teu método e agora já percebi que não tenho nem tempo nem paciência para estar com pessoas de quem não gosto.
    a minha mãe chama-me selectiva, mas não acho que isso seja uma coisa má. significa que pelo menos as pessoas com quem eu faço questão de estar podem considerar-se óptimas pessoas, porque se não gostasse delas não as aturava xD

    ResponderEliminar
  8. É óbvio que nem toda a gente nos irá perceber ou se irá identificar connosco... a vida é um equilibrio de opiniões e sentimentos e quanto mais refletirmos em algo tão natural, pior é.

    ResponderEliminar
  9. Eu sou como a Emma, confesso que não tenho muita paciência para pessoas assim, até porque todas as pessoas que conheci e que eram assim pensavam que tinham de ser perfeitas em tudo e agradar todos, quando todos nós sabemos que as coisas nunca podem ser assim...

    ResponderEliminar